quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Saudades do Helder e Meu primeiro John Cassavetes

Helder, volta logo! Estou sozinha nas minhas madrugadas cinéfilas... Está rendendo, mas contigo junto seria mais legal. Tô com coisas ótimas te esperando aqui: aquele Jean Rouch de que você me falou, o Arnaldo Jabor que eu te falei, um Bertolucci que a minha cunhada Érica me deu...
Hoje o post devia se chamar: "A odisséia John Cassavetes". Na tarde de hoje estávamos eu e Rafael assistindo ao maravilhoso "Uma mulher sob influência" e estivemos a ponto de enlouquecer junto com a personagem do filme (brilhante atuação de Gena Rowlands). Além das pequenas pausas para abrir o portão de casa, atender o celular, devolver caixa de som do dj (resquícios da festa de reveillon), tivemos o mais nervoso de todos os empecilhos: o disco dvd onde estava gravado o filme tinha uma pequena imperfeição na pontinha e emperrou quando faltavam apenas 10 minutos para acabar. Não, só quem já viveu um drama semelhante ou quem sabe que os 10 últimos minutos deste filme são incríveis é que pode calcular a aflição pela qual eu e Rafa passamos hoje. Foi um tal de limpar o disco, trocar de aparelho, tentar assistir no notebook, um inferno! Como resolvemos? Assitimos no computador do Élvio, num programa horroroso que não nos dava nem o audio, nem a legenda. Uma beleza, não? Ficamos ali, eu e Rafa delirando na dramática cena de surto da personagem Mabel, o envolvimento de seus filhos no drama, o sangue escorrendo das mãos dela, o tapa que leva do marido (o genial Peter Falk) e enfim, a resolução da loucura: o beijo de boa noite nos filhos no quarto de dormir, o casal retirando os pratos e copos da mesa, puxando o sofá-cama e as cortinas, os créditos subindo... Lindo! nenhum som e nenhuma palavra, mas mesmo assim, belíssimo. Depois de toda essa novela, posso dizer que o primeiro John Cassavetes a gente nunca esquece e é claro que eu já estou neste momento correndo atrás dos outros filmes do cara.
Para terminar, volto a implorar pelo retorno de Helder... Hoje tenho mais uma madrugada de filmes pela frente e nenhum parceiro à altura do meu primo querido... Até mais!

3 comentários:

rafael disse...

Uma mulher sob influência, filme sensacional, valeu tda a nossa saga para ver o imperdível final.
Ótimo filme e Cia perfeita!

Emile disse...

Obrigada, Rafa! Apareça quando quiser, super bem-vindo!!!
beijo.....

Amiga da Amèlie disse...

Ahhhh, se eu pudesse...gostaria de ter participado dessa madrugada cinéfila!!!
.
Não é de hoje que eu aprecio o seu bom gosto: seja para filmes / seja para livros :)
.
Como eu te conheço?
Nós temos uma amiga em comum (Ciana-THE) e durante um tempo (97/98) nos correspondemos via cartas...
Vc se lembra???
Bjos