quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Reunião com Michael Scott

Ontem eu ganhei o dinheiro mais difícil de toda a minha vida: encarei alguns intermináveis minutos de reunião com uma versão tabajara do Michael Scott. Eu devia me divertir mais do que me incomodar, mas eu não consegui. E ainda tem gente que acredita nessa história ridícula de que o trabalho enobrece o homem.......
De qualquer forma, a gente sempre aprende, né! Eu, por exemplo, aprendi ontem que todo mundo sabe atuar muito bem quando a necessidade é premente; cada um de nós carrega uma Fernanda Montenegro dentro de si. Outra: quando você tem poder e grana não precisa ter medo do ridículo, porque mesmo que você seja ridículo, ninguém tem audácia suficente pra te dizer isso. Beijo e até a próxima!

Um comentário:

André Leme Lopes disse...

Quando eu comecei a ver The Office, eu achava que o Michael era muito forçado, que não existia um cara daqueles...
Como a gente pode se enganar, né?
Beijo, Émile!